FANDOM


Mais sobre este artigo:
Filme logo1 Vídeos selecionados

Genericamente um argumento evidencial é todo argumento que parte de alguma alegada evidência para defender a sua conclusão. No contexto da filosofia da religião, o nome é comumente utilizado como uma categoria de argumentos ateológicos que apontam para algum fato conhecido do mundo que, embora coerentes com a veracidade do teísmo, diminuem a probabilidade deste ser verdadeiro.[1] Normalmente, tais argumentos começam com algum fato conhecido (e.g. a presença de mal no mundo) e suas conclusões residem sobre a afirmação de que tais fatos suportam a hipótese do ateísmo muito mais do que hipótese do teísmo. Como conclusão, tería-se que não há razão para esperarmos que a existência de Deus seja um fato.[1] Desta maneira, tais argumentos acabam por ter uma forma mais indutiva do que dedutiva, assim provendo com evidências para o ateísmo. Tal tipo de argumento possui maior força em grupo, i.e. por serem indutivos, acabam por, em número, acumular evidências contra o teísmo.[1] Em relação à categorização de argumentos ateológicos usada por Martin G. B. Bittencourt, todos os argumentos evidenciais contam como argumentos externos.

Exemplos de argumentos evidenciais Edit

Segue uma lista de argumentos evidenciais para o ateísmo.[1]

Veja também Edit

Referências

  1. 1.0 1.1 1.2 1.3 Lowder, Jeffrey Jay. Evidential Arguments (em inglês). The Secular Web. Página visitada em 17 de maio de 2015.



Community content is available under CC-BY-SA unless otherwise noted.